Domingo, 5 de Abril de 2009

THE SOVIET STORY. (A História Soviética) - Actualizado.


Antes do filme Katyn [1] do Lincoln Center, Andrzej Wajda deu ao público uma lição de história muito importante, explicando a aliança Soviético-Alemã durante os primeiros anos da Segunda Guerra Mundial. Quando ele concluiu, Wajda recebeu uma bem merecida aclamação de pé. No entanto, pelo seu levantamento profundo dos crimes Soviéticos contra a humanidade, incluindo a cooperação dos Soviéticos com o Terceiro Reich, o director Letão Edvins Snore foi queimado em efígie por Neo-soviéticos Russos. Este é um abominável crachá de honra. O filme que você não deveria ver é intitulado The Soviet Story (A História Soviética) e ele foi exibido em Nova York no dia 24 de outubro de 2008.

Desde a sua criação, a história da União Soviética foi escrita com sangue. Como ex-dissidente soviético (agora essencialmente um dissidente mais uma vez sob o regime Putin) Vladimir Bukovsky explica: "Quando os comunistas chegam ao poder, não interessa onde, pode ser na Rússia, na Polônia, em Cuba, na Nicarágua, não interessa, na China. Inicialmente eles destroem em torno 10% da população [a fim de] reestructurar o tecido da sociedade".

Soviet Story age como uma correcção eficaz à noção popular de que a experiência comunista só se tornou horrível quando Stalin subiu ao poder. O filme documenta ordens determinando execuções em massa, estimado em dezenas de milhões, originados com o pai da revolução, Lenin. Ainda assim, é difícil de superar a enorme capacidade maligna de Stalin para o terror. Por exemplo, o uso deliberado da fome para pacificar a Ucrânia é explicado em detalhes. Num crime contra a humanidade, em grande parte ignorado pelo Ocidente, sete milhões de ucranianos foram intencionalmente mortos pela fome na República previamente isolada; géneros alimentícios foram confiscados sob a mira do Exército Vermelho.

O coração do Soviet Story explora as estreitas semelhanças ideológicas e o bárbaro conluio entre os Socialistas Soviéticos de Stalin e os Nacional-socialistas de Hitler. Existe uma misteriosa seqüência justapondo tematicamente cartazes de propaganda semelhantes de ambos os regimes, lado a lado na tela. Ainda mais condenatórios são os documentos que Snore revela estabelecendo ligações estreitas entre a SS e o NKVD Soviético (a precursora da KGB), discutindo, entre outras questões, a "Questão Judaica." Eles não apenas conversaram – eles dividiram entre si a Polónia e, pela iniciativa de Stalin, demarcaram suas reivindicações para o resto da Europa.

Soviet Story é mais devastador ao discutir as maneiras pelas quais a mais avançada máquina assassina Soviética serviu de inspiração e modelo para o Holocausto. Segundo informação do ex-oficial da antiga União Soviética Viktor Suvorov: "Uma delegação da Gestapo Alemã e SS vieram para a União Soviética para aprender a construir campos concentração."

Snore produziu uma arrepiante acusação da experiência soviética com o socialismo. Ele chama testemunhas muito convincentes, incluindo Bukovsky, e os eloqüentes historiadores de Cambridge Norman Davies e George Watson. Como prova, ele produz um chocante filme de arquivos e documentos. No entanto, como o filme deixa bem claro, nenhuma das pessoas que fizeram (e ainda fazem) o trabalho sujo Soviético jamais enfrentaram a justiça pelos seus crimes. Como foi dito, Snore tem produzido um apaixonado, mas completamente fundamentado documentário contra o regime Soviético. Sua única falha é a utilização periódica de títulos animados, o que se parece com os enormes comerciais do Canal de História Especial.

Embora este seja um período da história sobre o qual me considero bem versado, a opressão comunista foi tão cruel e penetrante que Soviet Story pôde catalogar muitos horrores que eu não estava previamente ciente. Provavelmente o aspecto mais assustador do filme é a sua ocasião oportuna, lançando luz sobre como o regime Putin cada vez mais abraça suas raízes stalinistas. Quem pretende continuar pensando que é bem-informado deve ver o filme Soviet Story.
Nota:

[1] Segundo O Livro Negro do Comunismo, o Exército Vermelho fuzilou 4.500 oficiais poloneses na floresta de Katyn. Até 1989 o governo comunista da Polónia e os comunistas do mundo inteiro atribuíram o massacre aos alemães.

Joe Bendel - Epoch Times

Tradução e adaptação: Wellington Moraes

Novos LINKS

Assista a versão compacta
Parte 01
Parte 02
Parte 03
Legenda em Português

Obs. - Após descompactar os arquivos RAR mantenha a legenda (formato SRT) no mesmo diretório do filme(AVI) e assista com o DivX Player ou com o VLC media player
publicado por Admin às 20:28
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.últ. comentários

Este link não funciona. Por favor, coloque um novo...
cria um novo link por favor
http://youtu.be/jb3FvmaWtRo
Meu sonho è ter sexo com ela...
Faço desde já uma declaração prévia: sou agnóstico...
Faço desde já uma declaração prévia: sou agnóstico...
Si quieren ver mas de ella visiten: http://bootyc...
adoro documentarios !!!show de bola esse blog !!!!...
eu saquei o jogo mas nao consigo jogar, ele foi te...
em 1º lugar, para os que tem o minimo de conhecime...
blogs SAPO

.subscrever feeds